Deputados da Comissão de Segurança Pública da Alesc declaram apoio ao PL 53.3/2017

Reunião com o deputado Serafim Venson.

Os deputados estaduais membros da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) declararam apoio ao Projeto de Lei 53.3/2017 na tarde desta terça-feira, 10 de outubro. O documento, de autoria do parlamentar Patrício Destro (PSB), dispõe sobre a cassação da inscrição estadual de empresas receptadoras de carga roubada, para o Estado e tramita na comissão. O anúncio foi durante reunião do presidente da Fetrancesc, Ari Rabaiolli, com os deputados Serafim Venson (PSDB), Rodrigo Minotto (PDT) e Manoel Mota (PMDB).

“A receptação de carga roubada promove a renúncia de receita dupla: a primeira porque aquele que compra estes produtos para colocar em seu estabelecimento não contribui para o Estado; e a segunda porque o consumidor que adquire este produto também não paga o imposto”, reforçou Rabaiolli ao pedir apoio para a aprovação do PL na Comissão.

Todos eles demonstraram apoio ao Projeto, bem como reforçaram o entendimento da importância desta aprovação para o Estado como um todo.

“Podem contar com o meu apoio. Da minha parte não há objeções. Pretendo presentear a Fetrancesc pelos 30 anos de fundação com a aprovação deste projeto na Casa”, anunciou Venson.

Darci de Matos (E), Ari Rabaiolli (C) e Rodrigo Minotto (D)

Minotto, que já havia avaliado o PL na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), reiterou o apoio à aprovação, sobretudo à causa. “É claro que precisamos dar um basta neste crime. Cercar de todas as formas estes criminosos”, destacou. O encontro com ele aconteceu no gabinete do deputado Darci de Matos (PSD), ex-presidente da Frente Parlamentar do Transporte na Alesc e defensor das causas do setor.

 

Ari Rabaiolli (E) e Manoel Mota (D)

Já Mota, que antes de ingressar na vida pública foi caminhoneiro, disse que já vivenciou a sensação de ter um caminhão roubado. “Eu sei do prejuízo que é perder um caminhão, muitas vezes ainda com prestações a serem pagas, para um criminoso. Já passei por isso. Com ou sem esta reunião, eu aprovaria este projeto por entender a importância de coibir este crime”, reforçou.

“Saber que temos um apoio tão forte no Legislativo para combater o roubo de cargas nos demonstra a empatia dos nossos parlamentares com a causa. Este crime causa prejuízos incontáveis, ao ponto de empresas fecharem suas portas. Isso impacta e muito na economia e em todo o setor produtivo”, acrescentou o presidente da Fetrancesc.

O PL já conquistou apoio de outros parlamentares da Alesc, além do ex-secretário da Fazenda, Antônio Gavazzoni, o atual líder da pasta, Almir Gorges, e o chefe da Casa Civil do Estado, Nelson Serpa, bem como das federações empresariais integrantes do Cofem/SC.

Leia mais: Comissão de Finanças e Tributação da Alesc aprova PL que dispõe sobre a cassação da inscrição estadual de receptadores de carga roubada.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *