Notícia

Motoristas são multados por transportar bovinos sem registro

20/01/2009

Turvo, 31.10.05 - Dois caminhões com bovinos foram apreendidos na madrugada de ontem, na rodovia SC- 285, entre Timbé do Sul e Turvo. A partir de hoje, novas barreiras serão e dois helicópters aumentam a fiscalização. Os caminhões, com placas de Laguna e Timbé do Sul, transportavam 36 cabeças de gado sem documentação fiscal e sanitária. Os motoristas alegaram desconhecer a procedência dos animais. De acordo com o gerente regional da Cidasc, Salomão da Silveira, nenhum foco de aftosa foi detectado nos bovinos. Mesmo assim, as 36 cabeças apreendidas serão abatidas hoje. Os motoristas foram multados pela Vigilância Sanitária e Secretaria Estadual da Fazenda e devem responder a processo crime por transporte ilegal de animais. Helicópteros começam patrulhamento no Oeste Para aumentar a fiscalização na divisa com o Paraná, a Defesa Agropecuária da Secretaria de Agricultura aumenta os postos de controle sanitário. Desde a sexta-feira sete novos pontos foram fixados e mais dois serão implantados hoje, totalizando 24 barreiras na divisa entre os dois estados. Jarbas Oliveira, responsável pelas barreiras sanitárias, disse que o objetivo é adiantar os postos de fiscalização já existentes para evitar que cargas ilegais entrem por acessos secundários. O diretor de Defesa Agropecuária, Roni Barbosa, confirmou para hoje o início do patrulhamento de dois helicópteros. O apoio do Exército ainda depende do aval do Ministério da Defesa. No sábado, a situação ficou tensa na fronteira entre Mato Grosso do Sul e Paraguai com a prisão de um militar paraguaio e funcionários do Centro Pan-americano da Febre Aftosa por autoridades brasileiras. Eles vigiavam a fronteira para evitar a entrada de gado brasileiro. Diário Catarinense