Notícia

CNT e Fetrancesc lançam o Despoluir em Santa Catarina, amanhã

20/01/2009

Florianópolis, 18.10.07 ? A Confederação Nacional do Transporte (CNT) e a Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística de Santa Catarina (Fetrancesc) lançam na próxima sexta-feira, 19 de outubro, às 10 horas, na sede da Federação, o Despoluir ? Programa Ambiental do Transporte. A finalidade desse Projeto é promover a mobilização do transporte, com a conscientização para uma cultura do ecologicamente correto e de responsabilidade ambiental. Com isso, o transporte se associa aos demais segmentos da sociedade na luta contra o aquecimento global. A Confederação Nacional dos Transportes (CNT) e as Federações já começaram a incentivar o uso de energias limpas pelas empresas de transporte. Um exemplo é a o uso da mistura de 2% de biodiesel no combustível dos caminhões antes mesmo de 2008. Já existem casos no Brasil que a adição desse combustível chega a 20%. Outra meta é reduzir a emissão de gás carbônico (CO2) na atmosfera em cerca de 3,5 milhões de toneladas e 76 mil toneladas a quantidade de fuligem em cinco anos. Para o presidente da Fetrancesc, Pedro Lopes, o Despoluir pretende ?engajar os empresários do setor dos transportes, dos caminhoneiros autônomos, dos taxistas e da sociedade na conservação do meio-ambiente, para que atuem na construção de um desenvolvimento verdadeiramente sustentável.? Com o Despoluir o setor de transporte brasileiro assume sua parcela de responsabilidade na construção de um mundo ambientalmente mais equilibrado, promovendo uma série de ações para atingir sua finalidade, destaca ele. O Despoluir terá o apoio das 27 federações de transporte que farão a multiplicação das ações. Cada uma dessas entidades recebeu veículos para o uso como unidades móveis na aferição da fumaça resultante da queima de combustíveis pelo motor do caminhão ou ônibus. Equipamentos também serão instalados em postos fixos par atender caminhoneiros autônomos e taxistas. Com isso, será possível reduzir a emissão de poluentes como o C02. A Fetrancesc terá três veículos, um que atuará no Oeste, Extremo-oeste, Meio Oeste e Serra. Outro ficará no Norte, no Vale e Planalto Norte e o terceiro na Grande Florianópolis e Sul do Estado. As empresas farão a análise de seus veículos, quando a emissão de particulados é superior ao previsto por legislação, o principal motivo é a desregulagem do motor, que precisa ir para a oficina e com os ajustes, além de não poluir, ainda gasta menos combustível e menos com a manutenção. O serviço será oferecido aos transportadores gratuitamente. Na semana passada, a CNT lançou o Projeto 2 do despoluir que quer incentivar o segmento a usar energias limpas. É conscientizar o transportador a usar combustíveis que não afetem o meio ambiente como biocombustíveis, gás natural, energia elétrica, entre outros combustíveis ambientalmente adequados. E com isso contribuir para diminuir a poluição. A CNT pretende desenvolver esse programa junto aos empresários do transporte e seus motoristas, aos caminhoneiros autônomos e taxistas. E para isso, fará parceria com instituições especializadas, estudos sobre a produção de energia limpa, seus riscos, vantagens, formas de utilização e oportunidades para o setor de transporte e desenvolverá campanhas de incentivo ao uso do biodiesel e outros combustíveis que não degradem o meio ambiente. Em 1986, a CNT em parceria coma Petrobras, lançou um projeto que foi precursor do Despoluir e que ajudou o transportador a economizar o consumo de óleo diesel, em alguns casos de até 13% e aumentar a sua competitividade. Aquele programa contribuiu para a redução da poluição do ar. De acordo com a CNT só em 2006, esse trabalho de controle evitou a emissão de mais de 300 mil toneladas de C02. Fonte: juraci perboni/Imprensa Fetrancesc