Notícia

Panorama do Roubo de Cargas no Brasil é apresentado por autoridades no 3º Encontro de Segurança do TRC, em Florianópolis

25/09/2019

Image title

Cerca de duzentas pessoas, entre empresários do ramo de transporte de carga, corretores de seguro, lideranças da segurança pública e outros setores relacionados, prestigiaram o primeiro dia do 3º Encontro de Segurança do Transporte Rodoviário de Cargas do Sudeste-Sul. O evento começou na terça-feira, 24 de setembro, e seguiu até a tarde de quarta-feira, 25.

A programação do primeiro dia teve palestrante da alta cúpula da segurança pública da esfera federal. O primeiro deles, Welton Rodrigo Torres Nascimento, é coordenador de gestão de dados da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

Ele falou sobre o uso de Big Data e Inteligência Artificial para combater o roubo de cargas no Brasil. Enfatizou que o projeto Big Data forma a arquitetura da segurança pública e consiste em coletar, processar e descobrir informações, além de ter um cronograma específico.

“A ideia é de unificar as informações sobre ocorrências em tempo real”, explicou Nascimento. “O SINESP Busca vai funcionar como o Google da segurança pública, com câmeras em tempo real”, acrescentou.

Victor Bomfim Monteiro, da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), também do Ministério da Justiça e Segurança Pública, falou sobre as atribuições e funcionalidades da repartição.

Ele iniciou a apresentação apresentando o organograma da secretaria e suas competências, que, segundo Monteiro, se resume em assessorar o ministro nas atividades de inteligência e operações. Além disso, a SEOPI trabalha para implementar e modernizar as redes de integração, coordena o Centro Integrado de Comando e Controle Regionais, além de estimular e induzir a investigação de infrações penais.

Da Divisão de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio, Eder Rosa de Magalhães apresentou a forma de atuação da Polícia Federal no combate aos delitos de carga. Ele foi seguido do Inspetor Paulo Guedes de Oliveira, do Grupo de Enfrentamento aos Crimes contra o Patrimônio, da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Oliveira iniciou o discurso com uma explanação sobre o Artigo 144 da Constituição Federal. Ao comentar o sistema de inteligência da PRF, o inspetor defendeu que “no dia em que o Brasil conseguir integralizar as forças das polícias, teremos diminuição ou fim da criminalidade no País”.

Por fim, Getúlio Bezerra dos Santos, do Programa PROTEGER da Confederação Nacional do Transporte (CNT), falou sobre a Nova Fronteira do Crime Organizado, e o coordenador da Comissão Nacional de Combate ao Roubo de Cargas da NTC&Logística e vice-presidente de segurança da entidade, Roberto Mira, comentou as ações da entidade neste sentido.


Mais informações em breve!