I Jornada Pedagógica do CRSC do SENAT é encerrada em Chapecó

Após três dias de palestras, dinâmicas de grupo, debates, estudos de caso e variadas técnicas de ensino e aprendizagem foi encerrada nesta quinta-feira (09), a I Jornada Pedagógica do Conselho Regional de Santa Catarina (CRSC) do SENAT, que reuniu, na unidade de Chapecó, gestores, coordenadores de desenvolvimento profissional, técnicos de formação e instrutores na Internet das 11 unidades do SENAT.

O evento foi encerrado pelo presidente da Fetrancesc e do Conselho Regional do SEST SENAT em Santa Catarina (CRSC), Ari Rabaiolli, que destacou as atividades que estão sendo realizadas pelas unidades no Estado e a importância da qualificação dos profissionais que fazem parte do quadro do SENAT. Ele fez questão de elogiar o trabalho que vem sendo desenvolvido por todos colaboradores. “Muito orgulho dessa equipe nota 10 e de fazer parte dessa família SEST SENAT”, disse.

Presidente da Fetrancesc e do Conselho Regional do SEST SENAT em Santa Catarina (CRSC), Ari Rabaiolli,

Entre os palestrantes que estiveram presentes na Jornada Pedagógica, a doutora em Educação, Andrea Filatro que abordou as metodologias de ensino e as práticas atuais, inclusive as suportadas pela era digital; e o técnico José Celestino da CODESP (Coordenação de Desenvolvimento Profissional) do Departamento Executivo Nacional do SENAT.

Ainda durante a Jornada foi realizada uma dinâmica vivencial na trilha da mata da unidade de Chapecó pelos instrutores do SENAT Criciúma. O evento se encerrou com oficinas práticas envolvendo todos os profissionais da educação do SENAT das unidades do Conselho.

Segundo a coordenadora do Núcleo Pedagógico do CRSC, Leila Bonadeo, o objetivo da Jornada é um alinhamento e desenvolvimento das competências educacionais das equipes incluindo os instrutores, técnico de desenvolvimento profissional, coordenadores e dirigentes das unidades em SC. “A Jornada é a fundamentação das teorias educacionais nas diretrizes do SEST SENAT, desenvolvendo técnicas de ensino inovadoras e o alinhamento de diretrizes nos documentos pedagógicos”, disse a coordenadora.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *